Arquivo da tag: web novela

Comunicado!

Hoje não haverá as web novelas “Alma Teen”, “Marina” e “Cadê Você?”, por motivo pessoais dos autores. As tramas voltam na Segunda.

Marina – Capítulo 21 (Últimas Semanas)

marinaCena 1: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Manhã, Int.

Meg chega.

  • Fernando: E ai, Meg?
  • Meg: Deixei a gravação, lá.

Rodolfo chega.

  • Rodolfo: Que gravação? O que vocês estão aprontando de novo?
  • Fernando: Não te interessa, filho ingrato!

Fernando sai. Meg vai atrás, Rodolfo a pega pelo braço.

  • Rodolfo: Agora você me diz, que gravação?
  • Meg: Ai, você tá machucando!
  • Rodolfo: Me diz que gravação é essa, pra quem você mandou, e o que tem nela.
  • Meg: Não interessa, seu tolo! Me larga! Eu estou gravida!

Meg sobe as escadas correndo.

  • Rodolfo: Volta aqui, Meg!… Será que eles mandaram alguma coisa pra Marina?! Vou até lá agora.

Rodolfo completamente apressado, sai da mansão e entra em seu carro, que segue para o apartamento de Marina.

Cena 2: Hotel, Apart. de Marina, Sala de Estar, Manhã, Int.

Marina e Vitória tinham acabado de escutar a gravação. Marina fica completamente chocada com o que ouviu na gravação.

  • Vitória: Marina, minha prima, você esta bem?
  • Marina: Vitória, o Rodolfo foi comparsa da Meg e do Fernando pra matar meu pai, ele só queria me usar, ouviu?
  • Vitória: Meu Deus! Calma prima. Eu vou chamar a tia.

Vitória sai, deixando Marina cair em lágrimas, e lembrando de momentos com Rodolfo, principalmente a primeira vez dela.

Cena 3: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Jantar, Manhã, Int.

Arnaldo, e Cecilia estavam na mesa do café da manhã.

  • Arnaldo: Esta feliz, Cecilia?
  • Cecilia: Muito pai, parece um sonho, saber que encontrei Marina.
  • Arnaldo: Não é sonho filha, é realidade. (risos)

Vitória chega.

  • Vitória: Tia, vem comigo!
  • Cecilia: Pra onde, Vitória?
  • Vitória: No apartamento de Marina, ela precisa da senhora.
  • Cecilia: Minha filha! Vamos, Vitória.

Cecilia e Vitória saem do apartamento.

Úrsula chega, e se senta na mesa do café da manhã.

  • Úrsula: O que aconteceu, pai? Cadê a cha… Cecilia?
  • Arnaldo: Foi até o apartamento de Marina, tem alguma coisa acontecendo lá.
  • Úrsula: (risos) Essa menina chegou agora na vida da Cecilia, e já vem com problemas.
  • Arnaldo: Que besteira, Úrsula!
  • Úrsula: Ah, logo logo, Vitória vai engravidar pra ficar com a rede de hotéis.
  • Arnaldo: A Vitória, sua filha? Ela não esta muito nova não?
  • Úrsula: Grande coisa, Cecilia com 16 anos ja tinha engravidado, e feito coisas que até Deus dúvida.

Cena 4: Hotel, Apart. de Marina, Sala de Estar, Manhã, Int.

Cecilia escuta a gravação, ela abraça Marina.

  • Cecilia: Filha, com quem você se metia aqui, esse pessoal podia ter te matado.
  • Vitória: Ela ama o Rodolfo.
  • Marina: Amava! Agora odeio aquele desgraçado que matou meu pai. Ele, a Meg, e o desgraçado do Fernando, vão me pagar.
  • Cecilia: Filha, o sentimento de ódio e vingança não faz bem!

Rodolfo entra no apartamento, que estava com a porta aberta.

  • Rodolfo: Marina, o que houve?

Marina não olha pra ele.

  • Rodolfo: Marina, olha pra mim!
  • Cecilia: Rapaz, faça o favor de sair daqui.
  • Rodolfo: Mas, Marina..
  • Cecilia: Por favor!

Rodolfo vai até a porta, e olha pra Marina, que olha pra ele, e chora nos braços de Cecilia. Rodolfo sai, e Vitória fecha a porta.

  • Vitória: Isso é de doer o coração.
  • Cecilia: Marina, tem que sair depressa dessa cidade.
  • Marina: Mais eu quero me vingar desse desgraçado, e da família dele.
  • Vitória: Marina, é melhor a gente ir para o Rio de Janeiro.
  • Marina: Tá bom, eu vou, mas eu volto. Volto para me vingar desses desgraçados.
  • Cecilia: Filha, depois você pensa nisso, vamos para o apartamento do seu avô.

Marina, Cecilia e Vitória saem do quarto, e deixam a gravação no apartamento.

Cena 5: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Estar, Manhã, Int.

Santiago, Úrsula e Arnaldo estavam sentados no sofá, na sala de estar. Marina, Cecilia e Vitória chegam.

  • Cecilia: Pai, eu decidi que quero voltar ao Rio de Janeiro.
  • Arnaldo: Mas a gente chegou ontem.
  • Cecilia: Pra encontrar Marina, e já encontramos.
  • Úrsula: Infelizmente.
  • Cecilia: O que?
  • Úrsula: Por que ela esta chorando?
  • Cecilia: Não te interessa. Vamos Marina e Vitória, arrumar as malas.

Elas vão até o quarto.

  • Úrsula: Vocês viram né? Estava querendo ser hospitalar, e o que eu ganho?
  • Santiago: Hospitalar? Você? Só se você quiser levar alguém ao hospital. (risos)

Santiago e Arnaldo ri de Úrsula.

  • Úrsula: Idiota! Palhaço!

Cena 6: A tarde chega…

Cena 6: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

Rodolfo desse as escadas, para a sala de estar, Meg estava sentada no sofá.

Rodolfo ia sair.

  • Meg: Pra onde vai, Rodolfo?
  • Rodolfo: Cala a boca, sua safada! Acho que Marina esta de mal comigo por sua culpa.
  • Meg: Minha culpa? A imunda da Marina briga com você, e a culpa é minha?
  • Rodolfo: Para de cinismo! Você não vale nada, eu sei que você e o meu pai tem culpa no cartório.

Rodolfo sai.

  • Meg: Palhaço! Fernando, vem aqui!
  • Fernando: O que é, Meg? Esta me chamando, como chama uma empregada.
  • Meg: Só quero te dizer que tudo esta dando certo.
  • Fernando: Mas, e se eles continuar se encontrando?
  • Meg: Sei não, algo me diz que isso é difícil. (risos)

Cena 7: Hotel, Tarde, Ext.

O carro já esperava Marina, e Cecilia.

  • Marina: Mãe, isso esta sendo muito difícil, fui criada por toda minha vida nessa cidade, naquela praia.
  • Cecilia: Vamos filha, aqui você tem boas e más lembranças, exatamente igual a mim.

Elas entram no carro, que segue para o Rio de Janeiro.

O carro de Rodolfo chega, ele estaciona, e entra no hotel.

Cena 8: Hotel, Apart. de Marina, Sala de Estar, Tarde, Int.

Rodolfo entra no apartamento, e vê tudo vazio.

  • Rodolfo: Marina! Marina! Você esta?

Ele percebe que ela não esta, e pega algo.

  • Rodolfo: O que é isso?

Ele escuta a gravação, e fica chocado.

Cena 9: Imagens…

O corcovado, é mostrado de cima, e uma lua refletindo no mar de Copacabana.

Cena 10: Mansão de Arnaldo, Sala de Estar, Noite, Int.

A família chega na mansão.

  • Úrsula: Enfim, de volta ao Paraíso!
  • Vitória: (para Marina) Marina, deixa eu te mostrar a mansão.

Marina esta maravilhada.

  • Vitória: Vamos Marina.
  • Marina: Tá bom.

Vitória e Marina sobem as escadas.

  • Úrsula: E o DNA? Vocês não vão fazer não?
  • Cecilia: Pra acabar com suas desconfianças, minha irmã, amanhã mesmo eu e Marina vamos fazer esse exame.
  • Úrsula: Ótimo!
  • Cecilia: Mais pai, sabe em que vou me esforçar?
  • Arnaldo: Em que, filha?
  • Cecilia: Transformar Marina em uma dama, pra nunca mais ninguém a humilhar.

Úrsula solta uma risada.

Cena 11: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Noite, Int.

Rodolfo chega completamente transtornado.

  • Rodolfo: Vocês não valem nada, não é?

Fernando e Meg fazem caras de confuso.

A cena se transforma em uma foto, e é levada por uma onda.

Realização Marina

Daqui a pouco, ás 18h30, “Marina”

imageHoje, “Marina” será exibida as 18h30, a coluna “Isso é Novela” as 19h00, e “Puro Veneno” as 19h30! Não Percam as atrações do Central!

A Sombra de Susana – Capitulo 25(Ultimo)

a-sombra-de-susana

CENA 1: HOSPITAL, SALA DE ESPERA, TARDE, INT.

A familia de Sofia estava com ela.

  • Flor: Tenha calma Sofia, ele vai sair dessa.
  • Alice: Meu pai é forte, ele vai sair dessa.

Victor chega.

  • Victor: Infelizmente, o Carlos, o Carlos.

Victor não resiste e chora.

  • Sofia: (chorando) Fala doutor. Falaaaaa!
  • Victor: Ele infelizmente morreu.

Alice chora. Sofia fica abalada.

  • Sofia: Doutor Victor, me deixe ver o Carlos, por favor!
  • Victor: Me acompanhe.

Sofia vai com Victor.

  • Flor: Calma minha querida Alice.
  • Alice: Eu perdi meu pai. Nao acredito.
  • Flor: Calma. Calma por favor.

CENA 2: HOSPITAL, QUARTO DE CARLOS, MANHÃ, INT.

  • Sofia: Doutor Victor, o senhor pode me deixar a sós com o Carlos?
  • Victor: Claro, vamos enfermeiras.

Victor sai com as enfermeiras.

  • Sofia: Carlos, meu amor, eu encontrei em você o meu verdadeiro amor, e soube o que é amar de verdade.

CENA 3: CÉU, EXT.

Carlos estava todo de branco em um lugar cheio de nuvens, uma mulher muito parecida com Susana se aproxima.

  • Susana: Carlos, meu amor que bom te reencontrar.
  • Carlos: Susana, é você?
  • Susana: Sim. Estamos no céu…

CENA 4: HOSPITAL, QUARTO DE CARLOS, MANHÃ, INT.

  • Sofia: (chorando) Carlos, por favor volte. Volte, eu te amo. Volta Carlos.

CENA 5: CÉU, EXT.

  • Susana: Vamos entrar no Paraiso, Carlos.
  • Carlos: Eu sinto que não é minha hora de ir para o Paraiso, Susana.

Ele escuta Sofia gritando seu nome.

CENA 6: HOSPITAL, QUARTO DE CARLOS, MANHÃ, INT.

  • Sofia: Meu único e verdadeiro amor…

Sofia beija Carlos.

CENA 7: CÉU, EXT.

Carlos sente algo estranho, porém bom.

  • Carlos: Agora eu tenho certeza, esses são sinais de que essa não é minha hora.
  • Susana: Então volte. Viva com Sofia, ela é o seu verdadeiro amor. Adeus Carlos.

Carlos volta ao consciente.

CENA 8: HOSPITAL, QUARTO DE CARLOS, MANHÃ, INT.

Carlos se acorda.

Sofia não vê, e continuava a chorar.

  • Carlos: Sofia, meu amor.
  • Sofia: (emocionada) Carlos? Esta vivo? Esta vivo!

Victor, Flor, e Alice escutam, e vão até la.

  • Victor: Meu Deus, é um milagre.
  • Alice: Pai.

Alice abraça o pai. Sofia o beija.

CENA 9: ALGUMAS SEMANAS DEPOIS…

CENA 10: MANSÃO DE CARLOS, SALA DE ESTAR, TARDE, INT.

Alguns homens levavam o quadro de Susana.

  • Sofia: Pra onde estão levando, amor?
  • Carlos: Para um museu.
  • Sofia: E Celeste?
  • Carlos: Aquela louca já vai para o manicômio.

Um homem passa com Celeste, vestida de Susana.

  • Celeste: Para onde vamos querido.
  • Homem: Você vai para um hotel.
  • Celeste: Um bem chique. Quando chegarmos la, vou tomar um banho de petalas.
  • Homem: Ah Claro, claro.

O homem leva Celeste para o manicômio.

  • Sofia: Ai meu Deus… A loucura é uma coisa muito triste.
  • Carlos: Sim. Mais a Celeste sempre mereceu. Acho que a loucura ja é um castigo muito grande pra qualquer pessoa.

Carlos e Sofia se beijam.

Alice, Nando, Margarida, José, Victor e Flor chegam.

  • Alice: Advinha pai, eu e Victor. Flor e Nando, vamos casar todos no mesmo dia.
  • Carlos: Meu Deus… Parabens aos dois casais.
  • Margarida: Dois não meu bem, três, eu estou com o José, a Flor tomou meu filho, eu tomei o pai dela.
  • Flor: Verdade.
  • Sofia: Que bom papai.
  • Nando: Gente, que cheiro de fumaça é esse?
  • Sofia: Fica tranquilo, são os quadros de Susana, e esculturas feitas por Celeste, sendo queimadas. Vamos sair daqui.

Eles saem todos felizes…

CENA 11: TEMPOS DEPOIS…

Alice, Flor, e Margarida entram na igreja, e se casam cada uma com seus noivos…

Sofia e Carlos se beijam.

Celeste se vestia de Susana, e “ensinava” as outras do manicômio a como se comportar bem…

CENA 12: GRÉCIA, TARDE, EXT.

Sofia e Carlos tinham acabado de se casar, e estavam de frente a um rio.

  • Carlos: Nunca imaginei que iriamos passar por tudo isso pra ficar juntos.
  • Sofia: Nem eu… Mais vimos que a força de um novo amor pode afastar as sombras e tristesas deixadas por um amor do passado.
  • Carlos: E que viver com um novo amor é melhor que viver admirando as sombras e lembranças de um amor do passado.
  • Sofia: Tenho uma novidade!
  • Carlos: Qual?
  • Sofia: Estou gravida. E se for um menino. O nome dele vai ser…
  • Carlos: Gabriel.
  • Sofia: E se for uma menina?

Carlos e Sofia riem…

E se beijam.

Apos isso eles olham para a paisagem que estavam a sua frente…

557896_112315098914915_1490160152_n[4]

Eu Dan, agradeço a todos que acompanharam essa historia de amor e de suspense… E que Deus abençoe a todos.

Nesta Segunda… As 17h30! Marina, a nova web novela das 17h.

Nesta Segunda!

Três grandes estréias no Central!

As 16h30 – A Faixa teen do Central, vem com tudo, com a web novela teen “Sombras do Amor” de Juan Castelamari.

image

As 17h30 – Estréia a 2ª web novela das cinco do Central, a linda e romantica historia de “Marina”, de Daniel Lima.

image

As 20h15 – A grande luta para fugir da escravidão, e um desejo estranho de um patrão por uma escrava branca. De Gilberto Braga, “A Escrava Isaura”, de volta aqui no Central.

image

Grandes estréias na Segunda, aqui no Central!

Amanhã as 17h30 – Ultimo Capitulo de “A Sombra de Susana”

image

Amanhã as 17h30, o ultimo capitulo dessa web novela que te mostrou o que um amor do passado faz em uma pessoa, e uma estranha obcessao. Hoje, as 17h30 o ultimo capitulo de “A Sombra de Susana”, não percam!

Puro Veneno – Capitulo 4

classificao10 CENA1: AP. TATIANA. EXT. DIA

  • Grazielle: Moço, como assim a Tatiana foi embora e levou tudo? Não é possível isso acontecer da noite para o dia!
  • Zelador: Se não era possível, agora é. Pois foi isso o que aconteceu!
  • Grazielle: Mas ela não deixou nada? Qualquer coisa…
  • Zelador: Por falar nisso, eu lembrei. Ela deixou um bilhete!

O zelador tira um bilhete do bolso da calça e o abre.

  • Zelador: Você é a…Grazielle?
  • Grazielle: Sim. Sou eu mesma!
  • Zelador: A Tatiana deixou isso para você!

O zelador entrega o bilhete para Grazielle e sai.

  • Grazielle: (apreensiva) Vamos ver o que tem nesse bilhete!

Grazielle abre o bilhete e nele há essa mensagem: “Grazielle, esta carta é exclusiva para você. Grazielle, eu fui embora. Fui embora para sempre. Nunca mais voltarei e nunca mais te verei de novo. Adorei poder te conhecer e poder ter convivido com você. Por culpa minha e talvez da minha irmã, não seremos mais amigas. Lamento muito! Desculpa pelo segredo! Não se apavore, mas o meu segredo é que eu sou uma assassina!”

  • Grazielle: (chorando) Meu Deus, a Tatiana era uma assassina!

Grazielle para de chorar um pouco e fica pensativa.

  • Grazielle: (pensativa) Mas o que será que aconteceu para a Tatiana ser uma assassina?

CENA 2: AP. MARÍLIA. SALA. INT. DIA

Marília está em seu quarto enquanto Nelson está na sala.

  • Nelson: (grita) Marília! Cadê você? Nelson encontra o bilhete escrito com sangue.
  • Nelson: Marília! Marília!

Marília vem do quarto.

  • Marília: O que foi, Nelson? Algum problema?
  • Nelson: (meio assustado) Marília, que bilhete é esse escrito com sangue?

Marília fica calada.

  • Nelson: Eu fiz duas perguntas!

Marília se senta no sofá e começa a chorar.

  • Nelson: (preocupado) O que foi, Marília? O que foi?

CENA 3: AP. VITOR. SALA. INT. DIA

Na mesa do almoço, Vitor e Lúcia conversam.

  • Lúcia: Filho, você ainda não falou sobre sua conversa com a dona da Joalheria Pérola!
  • Vitor: Realmente, mãe. Me desculpa, eu esqueci.
  • Lúcia: (curiosa) Mas como foi?
  • Vitor: Na verdade, quando eu cheguei a joalheria ontem à noite, levei um susto. Estava fechada. Eu e a Fabíola, a dona da joalheria, fomos a um restaurante para podermos conversar!
  • Lúcia: Está parecendo um encontro! (risos) Acho que ela gostou de você!
  • Vitor: Para, mãe. Acho que a senhora está exagerando!
  • Lúcia: (risos) Mas, me fala, você conseguiu o emprego?
  • Vitor: Consegui. Mas ela não me deu o emprego de vendedor. Ela me deu o emprego de gerente!
  • Lúcia: (desconfiada) Não disse? Ela se interessou por você!

CENA 4: AP. MARÍLIA. SALA. INT. DIA

  • Nelson: Marília, eu já te perguntei umas dez vezes sobre esse bilhete e você não disse nada!
  • Marília: (tenta se acalmar) Nelson, ontem à noite eu estava assistindo um filme de terror. Eu fiquei com muito medo e desliguei. Daí eu fui na cozinha. Mas na hora que eu voltei… (volta a chorar) Quando eu voltei…esse… Esse bilhete estava aqui. O pior é que… O sangue ainda estava… O sangue ainda estava descendo pelo papel! (se desespera e chora)

CENA 5: AP. FABÍOLA. SALA. INT. DIA

Fabíola está em casa sentada no sofá com um vestido exuberante.

  • Fabíola: Rápido, rápido… Anda logo!

Alguém bate na porta do apartamento de Fabíola.

  • Fabíola: Chegou. Finalmente!

Fabíola abre a porta.

  • Vitor: Olá, Fabíola. O que você quer falar comigo?
  • Fabíola: Entre e sente-se!

Vitor se senta no sofá.

  • Vitor: Então, o que você quer falar comigo?
  • Fabíola: Como você vai trabalhar na joalheria…
  • Vitor: O que você quer falar sobre o trabalho?

Fabíola se levanta do sofá.

  • Fabíola: Vitor, eu gosto de você. Eu estou apaixonada!
  • Vitor: (surpreso) Fabíola, eu…
  • Fabíola: Não, não diga nada… Só observe! Fabíola retira o vestido e fica só de sutiã e calcinha.
  • Fabíola: Eu gosto de você!
  • Vitor: Você é linda!

CENA 5: AP. GRAZIELLE. SALA. INT. DIA

Grazielle chega em casa. Billy que está sentado no sofa, a interroga.

  • Billy: Você foi lá? O que você resolveu com a Tatiana?
  • Grazielle: (se senta no sofá) Billy, não existe mais a Tatiana na minha…na nossa vida!
  • Billy: (sem entender) Como assim? O que você está dizendo?
  • Grazielle: (chora) A Tatiana foi embora para sempre. Nunca mais vai voltar. E tudo isso por minha culpa! (chora mais)
  • Billy: Para, Grazielle. Você não faz nada para afastar alguém. Nunca fez. Você sempre foi boa e todos sempre gostaram de você!
  • Grazielle: (surpresa) Você não está chateado e irritado por minha culpa? Você gostava da Tatiana!
  • Billy: Eu sei, Grazielle. Mas você é minha irmã. Eu nunca ficaria irritado com você. Afinal, você sempre foi uma pessoa exemplar!

CENA 7: AP. FABÍOLA. SALA. INT. DIA

Alguém bate na porta.

  • Fabíola: Quem é?

Fabíola abre a porta mesmo estando só de roupa íntima.

  • Ricardo: (surpreso) Uau! Isso tudo é só pra mim? O cachorrão aqui gostou!
  • Fabíola: (irritado) Cale a boca. Isso aqui era para o Vitor. Só para ele!
  • Ricardo: Agora é só para ele. Mas antes era só pra mim!
  • Fabíola: Não enche o saco. A partir de agora, se acostume. Eu vou ficar com o Vitor!
  • Ricardo: Falando nele… E o que aconteceu entre ele e você?
  • Fabíola: (descontente) Nada! Infelizmente! Eu me preparei toda e no fim das contas… Nada!
  • Ricardo: Então ficou pra mim?
  • Fabíola: Claro que não. Eu vou conseguir conquistar o Vitor. Eu vou!
  • Ricardo: Você vai ver. No final, quem vai ficar com você sou eu!
  • Fabíola: Deixa de ser patético. Você sabe que quando eu quero, eu consigo. Eu se eu quero o Vitor, eu vou conseguir!
  • Ricardo: Por que ele? Por que não fica comigo? Eu acho que sou muito mais fogo que ele!
  • Fabíola: Esquece, Ricardo. Esquece. Esse é o meu conselho. Você tem que me esquecer para sempre!
  • Ricardo: (irritado) Você me paga. Eu vou acabar com você e vai bater um arrepedimento. Eu vou te detonar!
  • Fabíola: Que medo! Eu estou morrendo de medo! (risos) Ui!
  • Ricardo: Pois então espera. Eu vou acabar contigo. Vou virar seu inimigo e você vai ter que se render a mim!
  • Fabíola: (gargalhadas) Sonha, Alice, sonha…

Continua…

E dia 16, as 16h30 da tarde, não perca “Sombras do Amor” aqui no Central.
image