Arquivo da tag: Marina

Hoje, ás 18h30 da tarde, último capítulo de Marina

 

imageimage

Marina – Capítulo 28 (Últimos Capítulos)

Cena 1: Hotel, Tarde, Ext.

Marina estaciona seu carro, e sai de dentro, ela se redirecionava ao hotel.

Úrsula: Agora é a hora!

Úrsula acelera o carro. O carro atropela Marina. Cecilia chega correndo. Úrsula sai do local.

Cecilia: Marina, minha filha! Socorro! Chamem a ambulância.

Cecilia: Ai minha filha…

Santiago e Vitória chegam.

Vitória: Tia, o que aconteceu?

Cecilia: Atropelaram a Marina!

Vitória: Quem fez isso?

Cecilia: Fugiu! Sem prestar socorros!

Santiago: Eu acho que eu sei quem foi.

Cecilia: O que?

Santiago: Nada não.

Vitória: A ambulância já esta chegando, calma tia.

Santiago sai do local.

Cena 2: Imagens…

A noite ja estava a chegar, e a lua do céu é refletida no mar.

Cena 3: Estrada, Noite, Ext.

Úrsula sai de seu carro, em uma estrada asfaltada sem muita luz.

Úrsula: Esse carro vai ter que explodir. (risos) Mas como eu volto pra casa? Aihh, vou ter que ligar pra o idiota do Santiago.

Úrsula liga pra Santiago.

Cena 4: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Estar, Noite, Int.

Santiago esta sozinho no apartamento, o telefone toca, ele atende.

Santiago: (telefone) Alô, Ursula. Onde você esta. Ta bom, eu vou te buscar.

Santiago sai do apartamento.

Cena 5: Hospital, Quarto de Marina, Noite, Int.

Marina estava deitada em uma maca.

Marina: Mãe, sera que eu perdi o bebê?

Cecilia: Pense no melhor, filha!

Vitória: Espero que você saia dessa maca, logo, minha prima.

Marina: Obrigada, Vitória.

Uma enfermeira chega.

Enfermeira: Tem um rapaz aqui.

Rodolfo entra com um buquê de flores.

Rodolfo: Marina, a gente pode conversar?

Cecilia: Vitória, vamos deixar eles a sós, tem muito a conversar.

A Enfermeira, Cecilia e Vitória saem.

Rodolfo: Te trouxe isto.

Rodolfo da o buquê a Marina, que joga no chão.

Rodolfo: Marina, para com isso! Você me ama.

Cena 6: Fazenda de Marina, Mansão de Marina, Quarto de Meg, Noite, Int.

Meg estava deitada na cama, lendo uma revista.

Fernando entra.

Fernando: Noticia boa, meu amor.

Meg: O que, a Marina, morreu?

Fernando: Quase isso, ela foi atropelada. (risos)

Meg: Pena que não morreu, agora o Rodolfo deve estar puxando o saco dela.

Fernando: Agora vamos parar de falar daquela imunda, vamos falar de nós.

Meg: Falar? Tem certeza?

Meg beija Fernando.

Cena 7: Hospital, Quarto de Marina, Noite, Int.

Marina: Você se acha, né Rodolfo? Acha que é o gostosão, pois não é, não te amo mas.

Rodolfo: Mentira, você se faz de durona, mas eu vi quando você estava preocupada com nosso filho, e vejo em seus olhos azuis que você me ama.

Rodolfo aproxima os labios dele nos de Marina, ensaiando um beijo. Marina da um tapa no rosto dele.

Marina: Sai daqui! Sai daqui!

Rodolfo: Você ainda me ama!

A enfermeira entra.

Enfermeira: Queira se retirar, por favor!

Rodolfo sai. Marina chora.

Cena 8: Estrada, Noite, Ext.

Santiago entra no carro de Úrsula.

Úrsula: Demorou pra chegar, em.

Santiago: Úrsula, você que atropelou a Marina, não foi?

Úrsula: Ainda tem duvidas?

Santiago: Estou cansado de você, sua vagabunda, matou a Lucrecia, o propio pai, e agora quer matar a filha da irmã.

Dentro do carro, Santiago tenta enforcar Úrsula, que da um chute nele, que caí no banco de trás do carro. Úrsula prende ele no carro.

Úrsula: Tchau, queridinho.

Úrsula dirige um pouco com o carro de Santiago, e se afasta do seu carro, onde Santiago esta preso.

Úrsula: 1, 2 e… Já (risos)

Ela aperta algo que faz explodir o carro em que Santiago esta dentro.

Úrsula: Ah tempos não me divertia assim.

A cena se transforma em uma foto, que é levada por uma onda.

Marina – Capítulo 27 (Última Semana)

marinaCena 1: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

  • Fernando: Do Carmo, abra a porta, por favor.
  • Meg: Deve ser o comprador.
  • Rodolfo: Sim, infelizmente. Por culpa de vocês.
  • Meg: Nossa culpa?

Do Carmo abre a porta. Marina entra.

  • Fernando: Você?

Marina entra na mansão, e da as costas para Fernando, que fica confuso, logo depois, ela se vira para Fernando, ficando cara a cara com o assassino de seu pai.

  • Marina: O que foi? Eu sou a compradora dessa ruína.
  • Meg: Fernando, não venda!
  • Rodolfo: Marina, precisamos conversar.

Rodolfo puxa Marina pelo braço.

  • Marina: Me larga! Idiota!
  • Rodolfo: Você me ama! Pra que isso?

Marina da um tapa no rosto de Rodolfo.

  • Marina: Idiota! Todos vocês. Acham que ainda sou aquela babaca? Estão muito equivocados. E mais, se quiserem ter um lugar pra morar, vai ser aqui, mais me obedecendo.
  • Meg: Eu não vou aguentar isso.
  • Marina: E pra onde vai, rameira?

Marina faz um olhar desafiador para Meg.

Cena 2: Hotel, Apart. de Arnaldo, Quarto de Úrsula, Tarde, Int.

Úrsula esta com uma peruca ruiva, se olhando no espelho.

  • Úrsula: Vou atropelar aquela desgraçada com uma força tão grande, que morre ela e o bebê. (risos)

Ela põe um óculos, e dá uma risada maléfica.

Úrsula sai do quarto.

Cena 3: Hotel, Apart. de Arnaldo, Quarto de Cecilia, Tarde, Int.

Cecilia e Vitória estão sentadas na cama, conversando.

  • Cecilia: Vitória, eu estou com muito medo com o que Marina pode se tornar por causa dessa vingança.
  • Vitória: Ela já disse varias vezes que iria abortar o filho, só pra ver o Rodolfo sofrer.
  • Cecilia: Estou com medo. Muito medo.

Vitória abraça a tia.

Cena 4: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

  • Marina: Diz Meg, pra onde você vai? Quer ser apedrejada, sua messalina!
  • Meg: Vagabunda! Vagabunda!

Meg sobe as escadas.

  • Fernando: Eu aceito Marina, se é pra continuar na fazenda, eu vou ser sim seu empregado.
  • Marina: Ótimo, muito obediente! (risos)
  • Rodolfo: Agora, vamos conversar Marina!

Marina e Rodolfo vão ao escritório.

Cena 5: Hotel, Tarde, Ext.

Úrsula esta segurando o volante carro, esperando Marina chegar.

  • Úrsula: Cadê aquela golpista…

Cena 6: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Escritório, Tarde, Int.

Marina senta em uma cadeira, que antes era de Fernando.

  • Marina: Diz logo o que quer! Porque eu ainda tenho que voltar e pegar minhas roupas.
  • Rodolfo: Você esta gravida, Marina?
  • Marina: Quer saber? Estou, mas não por muito tempo.
  • Rodolfo: Como assim?
  • Marina: Vou abortar nosso filhinho! (risos)

Marina sai rindo, deixando Rodolfo preocupado.

  • Rodolfo: Marina, volta aqui!

Marina já tinha entrado em seu carro, pra voltar ao hotel.

Cena 7: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Quarto de Fernando, Tarde, Int.

Meg esta se vendo no espelho. Mas esta com raiva, por escutar o que Marina disse.

  • Meg: Aquela vaca esta conseguindo o que quer!

Meg pega um vaso de, e joga contra o espelho.

  • Meg: Desgraçada!
  • Fernando: O que foi, meu amor?
  • Meg: A imunda, conseguiu o que queria.
  • Fernando: Não, não vamos deixar ela fazer o que quiser com a gente.

Fernando beija Meg.

Cena 8: Hotel, Tarde, Ext.

Marina estaciona seu carro, e sai de dentro, ela se redirecionava ao hotel.

  • Úrsula: Agora é a hora!

Úrsula acelera o carro.

A cena se transforma em uma foto, que é levada por uma onda.

Realização Marina

Última Semana de “Marina”

image

image

Marina – Capítulos 25 e 26 (Última Semana)

marinaCena 1: Cemitério, Manhã, Ext.

Cecilia joga uma flor no túmulo de Arnaldo, no enterro não tinha muita gente. Cecilia chora no ombro de Vitória. Rodolfo chega no cemitério, Marina estava triste.

  • Rodolfo: Marina?
  • Marina: O que você esta fazendo aqui, Rodolfo?
  • Rodolfo: Quero saber Marina.
  • Marina: Saber do que?
  • Rodolfo: Você esta gravida? Esta esperando um filho meu?
  • Marina: Saia daqui! Vem pra o enterro de meu avô, pra ficar falando essas besteiras?
  • Rodolfo: Seu avô? Você é de família rica?
  • Marina: Não te devo explicações! Saia do cemitério!
  • Rodolfo: Eu vou te encontrar de novo, sei que você esta gravida!
  • Marina: Saí!

Rodolfo saí do cemitério. Marina deixa lágrimas cair, ela limpa. Vitória chega.

  • Vitória: Chorando por causa do Rodolfo?
  • Marina: Claro que não Vitória, estou chorando, porque o vovô morreu.
  • Vitória: Sei…

Marina sai.

Cena 2: Hotel, Apart. de Arnaldo, Quarto de Úrsula, Manhã, Int.

Úrsula tirava os brincos, e Santiago o terno.

  • Úrsula: Cecilia é uma idiota, ficou lá no cemitério como uma idiota, olhando pra o monte de terra, onde o corpo do papai esta “descansando”. (risos)
  • Santiago: Foi você, Úrsula?
  • Úrsula: Você o que, meu querido?
  • Santiago: Foi você que matou o Arnaldo?
  • Úrsula: (risos) Por que a pergunta, querido?
  • Santiago: Você esta muito fria, parece até, que não aconteceu nada.
  • Úrsula: E não aconteceu nada, pelo menos comigo. (risos) Agora saia do meu quarto.
  • Santiago: Seu? Nosso, não?
  • Úrsula: Querido, quer que eu fale, saia do nosso quarto, não pega bem. (risos) Agora saia.

Santiago sai.

  • Úrsula: (risos) Agora, Marina vai herdar tudo, ela esta gravida, tenho que fazer com que ela perda esse bebê.

Úrsula fica pensativa.

Cena 3: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Manhã, Int.

  • Meg: Você viu, Fernando? Viu, como Marina esta mudada.
  • Fernando: Ela esta muito diferente. Esta rica.
  • Meg: Deve ter dado algum golpe.

Rodolfo chega.

  • Rodolfo: Não, Marina não deu golpe algum, ela tinha descoberto ser filha de uma mulher rica, hoje mesmo o avô dela morreu, e ja vou chamando atenção, do jeito que ela esta rica, vai tentar se vingar de nos três.
  • Meg: Ela pode ter ficado rica, mas nunca vai deixar de ser a imunda que sempre foi.
  • Fernando: E eu não tenho medo dela.
  • Rodolfo: Pois devia.

Rodolfo sobe ao seu quarto.

  • Fernando: Meg, você deve parar de gastar menos.
  • Meg: Oi?
  • Fernando: A fazenda esta sem muita produtividade, penso em vende-la.
  • Meg: Tá bom, vou tentar parar de gastar muito.

Cena 4: Letreiro…

“Alguns dias depois”

Cena 5: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Jantar, Tarde, Int.

Marina, Úrsula, Vitória e Cecilia conversavam.

  • Úrsula: Não sei como você conseguiu se conformar com a morte do papai, Cecilia.
  • Cecilia: Eu que me surpreendi com você, ainda não conformada…
  • Vitória: Ai gente, vamos mudar de assunto, Marina, e seu filho?
  • Marina: Que que tem?
  • Vitória: Ele nasce daqui a alguns meses.
  • Marina: E daí?
  • Cecilia: Filha, esse sentimento de vingança esta tomando conta de você.
  • Marina: Não mãe, esses assassinos que me fizeram sofrer no passado tem que ser punidos, alias, vou sair.
  • Úrsula: Pra onde, querida?
  • Marina: Quantas vezes vou ter que lhe falar, Úrsula? Não te interessa!

Marina sai.

Cena 6: Hotel, Tarde, Ext.

Marina entra em seu carro.

  • Marina: Hoje vou comprar aquela fazenda do Fernando, de qualquer maneira.

Marina acelera seu carro, e vai até a fazenda.

Cena 7: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Escritório, Tarde, Int.

Fernando, Meg e Rodolfo conversavam.

  • Rodolfo: Viram, apenas dividas, a fazenda esta até hipotecada.
  • Meg: Que pesadelo! Que pesadelo!
  • Rodolfo: Alias, o primeiro comprador chega hoje.
  • Fernando: Hoje, quem será?

A campainha toca. Eles vão para a sala de estar.

Cena 8: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

  • Fernando: Do Carmo, abra a porta, por favor.
  • Meg: Deve ser o comprador.
  • Rodolfo: Sim, infelizmente. Por culpa de vocês.
  • Meg: Nossa culpa?

Do Carmo abre a porta. Marina entra.

  • Fernando: Você?

A cena se transforma em uma foto, e é levada por uma onda.

Realização Marina

Marina – Capítulo 24 (Últimas Semanas)

marinaCena 1: Pracinha, Tarde, Int.

Vitória e Marina sentam em um banco.

  • Marina: Viu Vitória, estraguei o casamento, mas… Minha vingança só esta começando. (risos)
  • Vitória: Mas Marina, esse povo deve ser perigoso.
  • Marina: Que venham Rodolfo, Meg e Fernando. Eu enfrento eles, enfrento todos para me vingar! Agora vamos pra o hotel.

Marina e Vitória saem da pracinha, e vão para o hotel.

Cena 2: Cidade, Tarde, Ext.

Meg continua a correr das pessoas.

  • Meg: Socorro! Fernando!

Fernando mostra uma arma de fogo.

  • Fernando: Para todo mundo! Deixem ela em paz!
  • Homem: É uma meretriz!
  • Mulher: Uma safada!

As pessoas ficam xingando Meg. Rodolfo fica envergonhando, e sai daquele local.

  • Fernando: Agora, eu e Meg vamos sair daqui, e ninguém se mete.

Fernando e Meg se direcionam ao carro, e voltam a fazenda.

Cena 3: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Estar, Tarde, Int.

Marina e Vitória chegam.

  • Cecilia: Onde vocês estavam?
  • Vitória: Não imaginam o que Marina fez.
  • Cecilia: Tem haver com a vingança!
  • Marina: É claro! Eu estraguei o casamento da Meg e do Rodolfo…
  • Arnaldo: Como, Marina?

Enquanto Marina conta, Úrsula pingava um pouco de veneno em uma taça, e entre quatro, serve uma pra, Arnaldo, Marina, Cecilia e ela fica com uma.

  • Vitória: E eu, mãe?
  • Úrsula: Você nada, do que falavam?
  • Marina: De algo que não é de sua conta!
  • Cecilia: Vamos la pra cima, Marina e Vitória.

Elas sobem para o quarto. Arnaldo toma todo o liquido que estava na taça, consequentemente, a envenenada.

  • Arnaldo: Estou sentindo..
  • Úrsula: Pai? Você que tomou? Ai que ótimo.
  • Arnaldo: (suando) O que?
  • Úrsula: Nada, pode morrer aí.

Úrsula se afasta, e seu pai cai do sofá, já babando.

  • Úrsula: Se for para o céu, meu querido papai, agradeça a Deus por ele ter me dado essa beleza!
  • Arnaldo: Úr… Úrsu…

Arnaldo morre envenenado, caído no chão.

  • Úrsula: (gritando) Ai meu Deus! Cecilia! Santiago! Socorro!

Úrsula, como uma cobra, pega um lenço, e com muita repudia, limpa a baba de Arnaldo.

Cecilia chega.

  • Cecilia: Por que você esta berrando?
  • Úrsula: O papai, morreu!

Cecilia fica surpresa.

Cena 4: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

Do alto da escada, Meg e Rodolfo discutiam. Fernando observava.

Rodolfo pega a mala de Meg, e empurra escada a baixo.

  • Meg: Minha mala!
  • Rodolfo: Você vai ter que sair dessa casa!
  • Meg: Nunca! Eu te amo, Rodolfo!
  • Rodolfo: Mentirosa! E eu não te amo! Não te amo!
  • Fernando: Meg vai ficar nessa casa, ela vai morar aqui, por que eu. Eu estou apaixonado por ela.

Rodolfo fica surpreso. Meg solta um sorriso.

Cena 5: Hotel, Apart. de Arnaldo, Sala de Estar, Tarde, Int.

Cecilia estava debruçada sobre o corpo de Arnaldo. Marina e Vitória estavam triste. E Úrsula ensaiava um choro.

  • Enfermeiro: Senhora, temos que levar o corpo do falecido, por favor, saia de cima dele.
  • Cecilia: É meu pai! Meu pai!
  • Marina: Mãe, por favor, a gente sabe que é triste, mas…

Cecilia claramente triste, sai de cima do corpo do pai. Os enfermeiros levam o corpo de Arnaldo.

  • Úrsula: Não acredito que isso aconteceu.
  • Santiago: Trágico, não.
  • Úrsula: Já esta anoitecendo, vou tirar meu sono de beleza.

Úrsula sobe as escadas. Santiago, a segue.

  • Cecilia: Agora vou para o meu quarto.

Cecilia sobe. Marina e Vitória se entreolham, muito entristecidas.

Cena 6: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Sala de Estar, Tarde, Int.

  • Rodolfo: Fiquem juntos, vocês se merecem!

Meg desce as escadas, e beija Fernando. Rodolfo com raiva, vai ao seu quarto.

Cena 7: Imagens…

A lua cheia reflete no mar… A noite vem chegando.

Cena 8: Fazenda de Fernando, Mansão de Fernando, Quarto de Rodolfo, Noite, Int.

Rodolfo esta em sua cama.

Rodolfo lembram de Marina dizendo que também estava gravida.

  • Rodolfo: Será? Será que é verdade? Será que é a mesma Marina?

Cena 9: Hotel, Apart. de Arnaldo, Quarto de Marina, Noite, Int.

Marina esta em sua cama, deitada, pensando em Rodolfo.

  • Marina: Eu não posso amar esse homem, e mesmo que não queira, abortar o filho dele, é a melhor vingança.

Uma lágrima cai de um dos olhos de Marina.

Cena 10: Imagens…

O sol nasce, e no mar, o sol vem refletindo.

Cena 11: Cemitério, Manhã, Ext.

Cecilia joga uma flor no túmulo de Arnaldo, no enterro não tinha muita gente. Cecilia chora no ombro de Vitória. Rodolfo chega no cemitério, Marina estava triste.

  • Rodolfo: Marina?
  • Marina: O que você esta fazendo aqui, Rodolfo?

A cena se transforma em uma foto, e é levada por uma onda.

Realização Marina

Marina – Capítulo 23 (Últimas Semanas)

marinaCena 1: Região da Praia, Hotel, Ext.

Na frente do hotel, um carro estaciona, a câmera foca na porta do carro, que vai se abrindo. Agora, o foco é nos pés da mulher. Todas as pessoas presentes naquele local estavam curiosas. A mulher sai do carro. É Marina, que tira o óculos.

  • Marina: Agora estou de volta! Mais pra dar a volta por cima.

Cecilia sai do carro também.

  • Cecilia: Marina, pense bem.
  • Marina: Já pensei mãe, eu quero me vingar de todos esses desgraçados!

O carro em que Úrsula, Arnaldo, Santiago e Vitória estão chega.

Úrsula sai do carro.

  • Úrsula: Nunca pensei que iria voltar a esse lugar.
  • Marina: Ninguém lhe obrigou.
  • Úrsula: (pensamento) Agora fica assim, me enfrentando. Mais eu vou dar a volta por cima!
  • Cecilia: Agora vamos entrar gente.
  • Marina: Vocês podem ir, eu vou dar uma volta na cidade.
  • Vitória: Eu vou com você, Marina!
  • Marina: Ok!

Cena 2: Igreja, Tarde, Int.

A marcha nupcial toca. Rodolfo esperava Meg no altar. Fernando entra com Meg, vestida de noiva, e por baixo do vestido, a barriga falsa.

Meg chega ao altar. Rodolfo não estava nem aí para a cerimônia.

  • Padre: Estamos aqui para realizar a união de Rodolfo…

Cena 3: Igreja, Tarde, Ext.

Marina passa pela igreja, e percebe que esta acontecendo um casamento.

  • Marina: Esta escutando, Vitória?
  • Vitória: O que, Marina?
  • Marina: É um padre falando, realizando uma cerimônia!
  • Vitória: Sim…
  • Marina: Eu quero saber quem esta se casando.
  • Vitória: Marina, volta aqui!

Marina vai até a porta da igreja.

Cena 4: Igreja, Tarde, Int.

  • Meg: Depressa Padre! Termine essa cerimônia!
  • Rodolfo: Sem pressa!
  • Padre: Se tem alguém aqui que é contra essa união, que fale agora, ou se cale para sempre.

Marina abre a porta. E percebe que é Meg e Rodolfo que estavam se casando. Todos os convidados olham para Marina, inclusive Fernando. Meg e Rodolfo também olham para Marina, mais não percebem que era aquela mesma garota de tempos atrás.

  • Marina: (irônica) Olha que surpresa… Meg e Rodolfo se casando, ela então conseguiu.
  • Fernando: (para Rodolfo e Meg) Quem é ela?

Os convidados se perguntam.

Marina vai até o altar, Vitória observa de longe.

  • Marina: Sou eu! A imunda! A imunda da praia que vocês tanto humilhavam, lembram?
  • Rodolfo: Marina?
  • Meg: O que você esta fazendo de volta?
  • Marina: Vim acabar com esse casamento!

Cena 5: Hotel, Apart. de Arnaldo, Quarto de Úrsula, Tarde, Int.

Úrsula estava arrumando as roupas.

  • Úrsula: Estou muito desativada ultimamente, falta maldades!

Ela olha pra câmera.

  • Úrsula: Já sei, vou matar aquela vagabunda da Marina. (risos)

Cena 6: Igreja, Tarde, Int.

  • Meg: Está louca!
  • Marina: Louca pra fazer isso a muito tempo!

Marina dá um tapa em Meg.

  • Meg: Eu estou gravida, sua louca!
  • Marina: Conhecidencia!
  • Rodolfo: O que?
  • Meg: o que você disse?
  • Marina: Cala a boca!

Marina da outro tapa em Meg, e começa a rasgar seu vestido.

  • Meg: Loucaaaa!

Marina da um tapa nela, e continua rasgando parte do vestido de Meg.

Marina percebe a barriga falsa, e tira debaixo do vestido.

  • Marina: (segurando a barriga falsa) Esta gravida, querida?

Meg fica intimidada, todos os convidados ficam comentando.

  • Homem: Meretriz!

Meg olha com medo.

  • Rodolfo: Sua mentirosa!
  • Meg: Não estou mesmo gravida, já estive, mais não estou.

Meg corre da igreja, Marina puxa seu cabelo.

  • Meg: Me larga!

Meg dá um tapa em Marina.

  • Homem: Meretriz!
  • Mulher: Safada!

Os convidados vão atrás de Meg, que corre dos convidados.

  • Fernando: Temos que detê-los, vamos Rodolfo!

Fernando vai atrás.

Marina olha pra uma imagem de Jesus.

  • Marina: Desculpe, por fazer isso em sua casa. Mais…
  • Padre: Garota, saia daqui.
  • Marina: Saio sim.
  • Rodolfo: Marina!!
  • Marina: Me deixe em paz, vá atrás de sua noiva. (risos)

Marina sai. Rodolfo vai atrás de Meg.

Cena 7: Cidade, Tarde, Ext.

Meg corre das pessoas.

  • Mulher: Vadia! Sem vergonha!

As pessoas correm atrás de Meg, que caí no chão, mas se levanta, e continua correndo.

Cena 8: Praçinha, Tarde, Int.

Vitória e Marina sentam em um banco.

  • Marina: Viu Vitória, estraguei o casamento, mas… Minha vingança só esta começando. (risos)

A cena se transforma em uma foto, e é levada por uma onda.

Realização Marina