Arquivo da categoria: Internacional

Para viver protagonista em remake de “Carinha de Anjo”, Lucero é contratada pelo SBT

A atriz mexicana Lucero acaba de assinar contrato com a emissora brasileira SBT. “La Novia de América” fará parte do remake de “Carinha de Anjo”, substituta de “Cúmplices de um Resgate”, sucesso da emissora de Silvio Santos.

Lucero é uma grande estrela em seu país, e muito respeitada, principalmente pelos seus vários trabalhos na Televisa, principal emissora de suas novelas. No Brasil, a moça ficou muito mais conhecida pela novela “A Dona”, interpretando Valentina, protagonista da trama. Mas a moça já havia feito outras novelas que foi exibida no Brasil, como “Por Ela… Sou Eva”, está não tão bem sucedida em termos de audiência quanto “A Dona”.

A atriz virá várias vezes ao Brasil para as gravações de “Carinha de Anjo”.

Taylor Swift estaria sendo traída por Calvin Harris

image

A cantora estaria sendo traída pelo seu novo namorado, o DJ Calvin Harris

Calvin Harris está traindo Taylor Swift! Pelo menos é o que conta a revista americana Star. O tabloide afirma que o famoso DJ foi visto com uma misteriosa morena em uma festa no sábado (16), no MGM Grand em Las Vegas, um dia antes de estar com Swift nos Billboard Music Awards, onde a cantora recebeu vários prêmios.

Uma testemunha acrescentou que ‘Calvin e a mulher estavam super juntos e saíram no mesmo carro’.

Segundo a publicação, os amigos de Taylor tentaram avisá-la de que Harris é ‘um conquistador’, mas ela não ouviu.

A suposta fonte também afirmou: “Ele é o maior DJ do mundo e passa muito tempo rodeado de mulheres em clubes. O que vai impedi-lo de traí-la?”. Será que isso é verdade e a ‘lista’ de ex da Taylor vai aumentar?

Sam Smith vence em quatro categorias do Grammy 2015; confira a lista

image

Sam Smith é o mais premiado da noite, principalmente pelo hit "Stay With Me"

Ontem, 8 de fevereiro, em Los Angeles, nos Estados Unidos, ocorreu mais uma premiação do Grammy, e o maior destaque da premiação com certeza foi o cantor Sam Smith, o cantor de 22 anos levou quatro prêmios pra casa, desbancando Beyoncé e Pharrell Williams. Os prêmios do inglês foram: Canção e Gravação do ano, por “Stay with me”, Álbum Pop Vocal, por “In the lonely hour”, e Revelação.

Beck, Beyoncé e Pharrell Williams tiveram três Grammys cada. Ao receber o último prêmio, Sam Smith disse: “Obrigado ao cara que partiu meu coração, você me deu quatro Grammys”. Seu disco de estreia é inspirado por uma decepção amorosa.

A voz poderosa de Sam Smith é uma das maiores esperanças da indústria musical para seu futuro incerto. Baladas soul emotivas, com alta dose de dor de cotovelo, são marcas do londrino de 22 anos. A revista “Billboard” definiu Sam Smith assim: “Ele tem uma presença vocal magnética”.

Veja vencedores das categorias principais, anunciados durante a premiação:

Gravação do Ano
“Fancy (Feat. Charli XCX)” – Iggy Azalea
“All About That Bass” – Meghan Trainor
“Chandelier” – Sia
“Stay With Me” (Darkchild Version) – Sam Smith
“Shake It Off” – Taylor Swift

Álbum do Ano
“Beyoncé” – Beyoncé
“In The Lonely Hour” – Sam Smith
“x” – Ed Sheeran
“G I R L” – Pharrell Williams
“Morning Phase” – Beck

Canção do Ano
“Fancy” – Iggy Azalea Ft. Charli XCX
“Chandelier” – Sia
“Stay With Me (Darkchild Version)” – Sam Smith
“Shake It Off” – Taylor Swift
“All About That Bass” – Meghan Trainor

Artista Revelação
Iggy Azalea
Bastille
Brandy Clark
Haim
Sam Smith

Performance solo pop
“All of Me” – John Legend
“Chandelier” – Sia
“Stay With Me” – Sam Smith
“Shake It Off” – Taylor Swift
“Happy” – Pharrell Williams

Álbum vocal pop
“x” – Ed Sheeran
“Ghost Stories” – Coldplay
“Bangerz” – Miley Cyrus
“Prism” – Katy Perry
“In The Lonely Hour” – Sam Smith
“My Everything” – Ariana Grande

Álbum de rock
“Ryan Adams” – Ryan Adams
“Morning Phase” – Beck
“Turn Blue” – The Black Keys
“Hypnotic Eye” – Tom Petty And The Heartbreakers
“Songs Of Innocence” – U2

Performance de R&B
“Drunk In Love (Feat. Jay Z)” – Beyoncé
“New Flame (Feat. Usher, Rick Ross)” – Chris Brown
“Good Kisser” – Usher
“The Worst” – Jhené Aiko
“Options” – Luke James

Álbum country
“Riser” – Dierks Bentley
“The Outsiders” – Eric Church
“The Way I’m Livin'” – Lee Ann Womack
“12 Stories” – Brandy Clark
“Platinum” – Miranda Lambert

Veja vencedores anunciados antes da cerimônia:

Categorias pop:

Álbum Pop Vocal Tradicional – “Cheek to cheek”, Lady Gaga e Tony Bennett

Permormance Pop em duo ou grupo – “Say something”, Christina Aguilera e A Great Big World

Categorias rock:

Performance rock – “Lazaretto”, Jack White

Música de rock – “Ain’t it fun”, Paramore

Performance Metal – “The last in line” – Tenacious D

Álbum alternativo – “St. Vincent” – St. Vincent

Categorias dance:

Álbum eletrônico: “Syro” – Aphex Twin
Gravação dance – “Rather Be”, Clean Bandit e Jess Glynne

Categorias R&B:

Canção R&B – “Drunk in love”, Beyoncé e Jay Z
Álbum urbano contemporâneo – “Girl”, Pharrell
Álbum R&B – “Love, Marriage & Divorce”, Tony Braxton e Kenny Edmonds

Categorias rap:

Disco de rap – “Marshall Matters LP2” – Eminem
Melhor colaboração de rap – “The monster” – Eminem e Rihanna
Melhor música de rap – “I”, Kendrick Lamar
Melhor performance de rap – “I”, Kendrick Lamar

Categorias country:

Performance country solo: “Something in the water”, Carrie Underwood
Performance country em duo ou grupo: “Gentle on my mind” – The Band Perry
Música country: “I’m not gonna miss you”

Categorias visuais:

Clipe – “Happy” – Pharrell Williams
Filme Musical – “20 feet from stardom”
Música escrita para mídia visual – “Let it go”
Trilha sonora – “Frozen Original Soundtrack”

Outros:

Álbum surround sound – “Beyoncé”, Beyoncé
Remix não clássico – “All of me” (por Tiesto, de John Legend)
Encarte – “Lightning bolt”, Pearl Jam
Arranjo instrumental ou a capella – “Daft Punk”, Pentatonix
Box ou edição especial – “Rise & Fall OfbParamount”, Jack White e mais
Melhor engenharia de som de álbum – “Morning phase” – Beck
Álbum de reggae – “Fly rasta”, Ziggy Marley
Álbum de world music – “Eve” – Angelique Kidjo
Álbum infantil – “I am Malala”
Produtor do ano, não clássico – Max Martin
Álbum de texto falado: “Diary of a mad diva”, Joan Rivers

“Direto do México”: Angelli Nesma Medina estuda remake de “Laços de Amor” e “Yesenia”

imageDepois do grande sucesso que obteve com a telenovela “Lo Que La Vida Me Robó”No Brasil, “O Que a Vida Me Roubou” -, a produtora Angelli Nesma já se encontra trabalhando em um novo projeto, um remake com a fusão de duas grandes histórias. Segundo informações do programa de rádio La Taquilla, a produtora poderia realizar seu novo melodrama com a união de Laços de amor e Yesenia.

Yesenia, uma história original da escritora Yolanda Vargas Dulché, foi produzida por Valentín Pimstein, no México, em 1970, protagonizada pela consagrada atriz da época Fanny Cano e pelo reconhecido ator Jorge Lavat. A trama relatava história de Yesenia (Fanny Cano), uma bela cigana que vivia diversas situações em um caminho sem rumo fixo, em companhia de sua caravana. Em um desses passeios, conhece o militar Oswaldo Leroux (Jorge Lavat) e se apaixonam. A partir daí devem lutar por seu amor, que se torna mais forte que as diferenças e os preconceitos sociais que os separam, como a oposição do patriarca dos ciganos, que se opõe à relação, já que o jovem militar não pertence à tribo cigana.

Laços de amor, por sua vez, foi escrita por Jorge Lozano Soriano e, em 1995, foi produzida por Carla Estrada com as atuações principais de Lucero, em um papel triplo, e Luis José Santander. Neste melodrama as trigêmeas Maria Guadalupe, Maria Fernanda e Maria Paula viajam com seus pais para a casa de campo da família, quando, uma discussão provocada por Maria Paula, caprichosa desde criança, faz com que o pai das irmãs perda o controle do veículo, acidentando-se em um barranco, que para à beira de um rio. Maria Guadalupe cai e é arrastada pela correnteza a alguns metros, onde é encontrada por Ana Salas (Maty Huitrón), que a leva para sua casa e passa a ser sua mãe. Separadas pelo destino, as irmãs têm o rumo de suas vidas mudado.

Vale destacar que Angelli Nesma poderia repetir o trabalho com a atriz Angelique Boyer, que nesta ocasião interpretaria as trigêmeas e, com a modificação da trama, a irmã perdida viveria a história da cigana Yesenia. Para o galã desta produção há rumores de que Ricardo Álamo, lembrado por sua atuação em Joana, a virgem, seja o principal candidato.

Créditos: Telenoveleiros!

“Direto do México”: Tenso! Nos bastidores da novela mexicana “El Maleficio”, aconteciam fatos sobrenaturais

imageOs mais velhos com certeza se lembram da novela mexicana “El Maleficio” exibida em 1984 no SBT sob o título de “Estranho Poder”. Esta novela abordava assuntos de magia negra e bruxaria. A sinopse basicamente era que um senhor praticante de magia negra, Enrique (Ernesto Alonso, “el señor telenovela” na foto) casava-se com uma mulher, a viúva Beatriz (Jacqueline Andere) que tem um filho com poderes paranormais. Com isso, Enrique escolhe o filho pequeno Joãozinho para ser seu sucessor.

imageSeria bom se esses fatos sobrenaturais acontecesse apenas na ficção desta novela.

Varias vezes as portas do estúdio, extremamente pesadas, se fechavam sozinhas sem a menor explicação. O quadro do perverso vilão Enrique caia constantemente por mais que a produção da novela o pendurasse muito bem. Muitos atores que trabalhavam na novela, começaram a usar medalhas e crucifixos para protegerem-se. Em uma gravação de uma cena de briga, Jacqueline Andere, sem querer, conseguiu perfurar o tímpano de Erika Buenfil, que até hoje não pode nadar de baixo d’água.

A grande atriz Patricia Reyes Spindola foi aconselhar-se com uma cartomante, que recomendou que ela colocasse doces nos cantos dos estúdios. Decerto ela fez isso e não teve problemas.

Na casa de alguns atores também aconteceram coisas fantásticas. A atriz Malena Doria afirmou ouvir ruídos estranhos em sua casa, além de ver objetos movendo-se sozinhos! Um xamã então colocou copos de água em determinados lugares da casa para ‘limpar o ambiente’. Uma das filhas da atriz bebeu um dos copos de água e passou tão mal que teve que ser levado ao hospital.

A novela fez tanto sucesso, que até ganhou uma continuação em filme.

Direto do México: Produtora da Televisa adia remake de “La Usurpadora” para 2016

imageUm remake do clássico “La Usurpadora” estava previsto para o segundo semestre de 2015, que seria produzido por Angelli Nesma Medina, que
finalizou recentemente o grandioso sucesso “Lo Que La Vida Me Robó”. O remake está previsto para 2016.

Mas agora os planos são outros. Mesmo que “La Usurpadora” esteja na fila dos projetos de Nesma, sua próxima adaptação será da novela de sucesso “Lazos de Amor”, protagonizada por Lucero e já exibida no SBT, porem sem muito sucesso.

O remake de “Lazos de Amor” será protagonizada por Angelique Boyer e terá seu enredo mesclado com o da novela “Yesenia”, que contava a história de uma cigana. Este novo folhetim entrará no ar após a novela de Salvador Mejía Alejandre concluir suas transmissões. Esta, por sua vez, entrará no ar após “Hasta El Fin del Mundo”.

Thalía recusa proposta milionária para voltar as novelas

imageA Televisa tentou mais uma vez, mas ela recusou novamente. A emissora mexicana, teria feito uma proposta milionária – 20 milhões – à cantora e atriz Thalía, para ela voltar a atuar em um folhetim da emissora, porém o convite foi recusado.

A explicação de Thalía para a recusa é muito simples: ela gosta de ser livre. “Sou cigana em minha forma de viver, e uma novela demanda uma responsabilidade a longo prazo que não quero ter agora. Também quero ter mais tempo para meus filhos, minha linha de roupas que vou lançar em janeiro… Posso até voltar a atuar na TV em algum momento, mas em outro tipo de trabalho. O tempo das novelas já passou”, disse a cantora.

Thalía ganhou fama internacional como protagonista das novelas “Maria do Bairro” (1996), “Marimar” (1994) e “Maria Mercedes” (1992). Não é a primeira vez que a Televisa tenta atrai-la de volta as novelas da casa. Entre os trabalhos que ela já recusou protagonizar, estão as novelas “A Usurpadora” (1998) – Isso mesmo, Thalía foi a primeira opção para viver as gêmeas Paola e Paulina -, “Cuidado com o anjo” (2008) e a inédita “Cecilia Valdés”, que seria produzida em 2004 e foi cancelada após a recusa de Thalía.